Notícias

Câncer de Próstata. Vamos falar sobre isso?

23032678_1574639275912453_1380265157156522680_n

 

Assim está intitulada a cartilha que o INCA (Instituto Nacional do Câncer) lançou em 2017 para orientar a população a respeito deste assunto, usando uma linguagem simples e acessível.

Segundo o INCA, o câncer de próstata é o tipo de câncer mais frequente entre homens no Brasil, ficando atrás apenas do de pele não-melanoma. O Instituto ainda declara que somente este ano, são esperados 61.200 novos casos da doença (www.inca.gov.br).

 

Já que nosso novembro é azul, que tal, a UMP convocar toda a igreja e juntos promoverem ações de conscientização, mudança de hábito e valorização da consulta médica como meio de prevenção do câncer de próstata? E aí, vamos também falar sobre isso?

 

Se está animado para contribuir, vem com a gente! Se não está, anime-se, e vem também! Você e sua Mocidade não são apenas convidados a servir, fomos todos arregimentados para sermos servos uns dos outros por meio do amor de Cristo!

Dê uma olhada nas sugestões e mãos à obra!

  • Distribuição de flyers, folders explicativos sobre a Campanha Novembro Azul fornecido pela Secretaria Municipal ou Estadual de Saúde, que podem ser encontrados nas Unidades Básicas de Saúde.
  • Organização e promoção de caminhada, pedalada, corrida na comunidade para estimular a atividade física e em alusão à Campanha.
  • Promoção de palestras com profissionais da saúde sobre cuidados, tratamento e diagnóstico.
  • Convide para palestra, depoimento de pessoas que enfrentaram o tratamento da doença.
  • Distribuição de lembrancinhas aos homens da comunidade na cor azul que remetam ao autocuidado e a promoção de saúde.
  • Incentivo ao uso de roupas ou acessórios na cor azul pelos irmãos da igreja.
  • Uso de imagens da Campanha na capa ou perfil nas redes sociais.
  • Visita a hospitais e instituições de apoio à pacientes com câncer.

 

  • Organização de Campeonato de Futebol, Bocha, Malha, com uso de faixas no local do evento ou uso de uniformes nas cores ou dizeres que remetam à campanha.
  • Uso do bigode (natural ou não) como símbolo da campanha.
  • Ação para aferição de pressão arterial, teste de glicemia e verificação do índice de massa corporal, com distribuição de material informativo no ato da ação.

 

Mocidade Presbiteriana, servindo com amor no Novembro Azul!

 Poliana Rodrigues da Rocha

Secretaria de Responsabilidade Social.

CNM / 2014-2018

Continuar lendo
Marcado em:
ump
Classifique este blog:
579 Acessos

Outubro Rosa e a UMP.

Estamos chegando ao final de mais um outubro Rosa. Nosso desejo é que sua Mocidade tenha se envolvido, discutindo e trazendo a comunidade a pensar sobre a temática, câncer de mama.
Mas espere um pouco, não vamos nos despedir deste mês sem antes ler e compartilhar o texto esclarecedor do irmão Luis Fernando Corrêa, da Igreja Presbiteriana Betânia em Cuiabá.

Mulheres abaixo dos 40 anos devem fazer rastreamento para o câncer de mama?
Não! Não é indicado e nem justificado o rastreamento rotineiro com utilização de mamografia periódica ou outro método de imagem para mulheres com menos de 40 anos. Sabe-se que a neoplasia mamária é incomum abaixo dessa idade, representando cerca de 6 a 7% do total dos casos. Diversos estudos científicos mostram que o número de achados falso-positivos (quando o exame dá alterado, mas a mulher não tem câncer) é mais elevado nessa faixa etária, causando ansiedade ou levando a procedimentos diagnósticos invasivos desnecessários. Porém, embora o rastreamento não seja indicado de forma rotineira, casos individuais podem indicar uma atenção maior. Vamos explicar:
A idade é um dos fatores de risco mais importante para o surgimento da neoplasia mamária, sendo mais frequente a partir dos 50 anos. Vários trabalhos científicos demonstram que a utilização da mamografia como rastreamento, anualmente, na faixa etária dos 40 anos ou mais, diminui a mortalidade por câncer de mama. O mesmo não ocorre quando se usa tais exames em pacientes mais jovens.
Então, qual conduta devemos tomar frente a essas pacientes mais jovens? É fundamental orientar as pacientes abaixo de 40 anos a irem pelo menos 2 vezes por ano em um médico Ginecologista que é o profissional competente para colher a história pessoal e familiar dessa paciente e avaliar clinicamente as suas mamas.
Os seguintes dados do histórico familiar indicam um risco aumentado dessa paciente desenvolver um câncer de mama precoce:
1. Câncer de mama, principalmente em parentes de 1º grau com menos de 50 anos de idade;
2. Câncer de ovário em familiares ou na própria paciente em questão;
3. Câncer de mama em homem da sua família (cerca de 1% dos casos de câncer de mama ocorrem em homens).
Nesses casos, é recomendado que as pacientes procurem um Mastologista. O mesmo ocorre se o Ginecologista identificar alteração no exame clínico das mamas, ou em exames de imagem.
Após o encaminhamento para o Mastologista, essas pacientes serão acompanhadas individualmente e o profissional irá verificar quais exames e conduta devem ser adotados para cada caso específico.
Vale ressaltar, que independente da idade é possível fazer a prevenção primária com prática regular de exercícios físicos, evitar consumo de álcool, a obesidade e tabagismo e manter uma alimentação saudável.
Lembre-se, sempre que houver dúvidas ou necessidade de esclarecimento profissional, procure um médico ginecologista ou mastologista.
Dr. Luis Fernando Corrêa de Barros
Mastologista

Continuar lendo
Marcado em:
ump
Classifique este blog:
237 Acessos

Nova Diretoria - UMP SP - Biênio 2017/2019

321072_260222964019519_946751387_n

A UMP SP já tem diretoria eleita para o Biênio 2017/2019. 

Foi realizada no dia 30/09/2017 na Igreja Presbiteriana da Lapa em SP a eleição para o próximo biênio da Diretoria da UMP SP. 

A nova diretoria conta com os seguintes irmãos e irmãs:

Pablo Nogueira - Presidente | IP de Guaianases - Sinodal Leste de São Paulo

Thamara Nunes de Oliveira Alencar - Sec. Executiva | 4ª IP de Carapicuíba - Sinodal São Paulo

Marcos Souza Lino Junior - Sec. de Atas | IP de Jd. Itapuan - Sinodal Grande ABC

Adriana Simão - Tesoureira | IP em Parada XV de Novembro - Sinodal Leste de São Paulo

Oremos por estes irmãozinhos para que nosso Deus os abençoe nessa caminhada. 

#NossaUMP

Continuar lendo
Marcado em:
ump
Classifique este blog:
300 Acessos

A Mocidade e o Outubro Rosa

outubro

Um novo mês se inicia. Nosso outubro é forte, ele é rosa choque. Mas também pode ser leve, por que ele é bebê, e quem sabe até ter cheirinho, ele é rosa chiclete. Variados são os tons e também as oportunidades de agir em favor da prevenção do câncer de mama. Por isso, fique atento as dicas de ação.         

Ore, planeje e disponha-se!

 

O Movimento conhecido como Outubro Rosa nasceu nos Estados Unidos na década de 1990, para estimular a participação popular no controle do câncer de mama. Atualmente essa data é celebrada mundialmente com iluminação de monumentos na cor rosa, propagandas, corridas, desfiles, além do compartilhamento de informação, ainda com o objetivo de promover a conscientização sobre a importância de se detectar precocemente o câncer de mama. (INCA, 2014)

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de mama é o mais incidente na população feminina mundial e brasileira, excetuando-se os casos de câncer de pele não melanoma.

Certamente a Igreja pode desempenhar um papel importante na comunidade, promovendo ações que lembrem essa data e incentivem a promoção de saúde, o autoexame, a detecção precoce, e o tratamento adequado do câncer.

Ações sugeridas

  • Palestras para a comunidade

  • Decoração do edifício com laço ou luz rosa

  • Organização e promoção de caminhadas, pedaladas, corrida na comunidade

  • Tarde de atividade física na praça ou parque

  • Distribuição de flyers, folders explicativos sobre a Campanha Outubro Rosa fornecido pela Secretaria Municipal ou Estadual de Saúde, que podem ser encontrados nas Unidades Básicas de Saúde.

  • Promoção de palestras com profissionais da saúde sobre cuidados, tratamento e diagnóstico do Câncer de Mama;

  • Depoimento, em palestras, de pessoas que enfrentaram o tratamento da doença.

  • Distribuição de lembrancinhas às mulheres da comunidade na cor rosa que remetam ao autocuidado.

  • Incentivo ao uso de roupas ou acessórios na cor rosa pelos irmãos da igreja.

  • Uso de imagens da Campanha na capa ou perfil nas redes sociais.

  • Visita a hospitais e instituições de apoio à paciente com câncer.

  • Organização de um encontro, chá da tarde, com as mulheres da igreja e da comunidade, com palestras e atividades que estimulem o autocuidado e melhora da estima, com dicas de maquiagem, massagem e exercícios físicos.

    Os jovens e mocidades que realizarem ações durante este mês poderão postar fotos nas mídias sociais com o uso da # (hashtag) #UMPRosa #UMPContraoCancer

 

Por: Poliana Rocha - Sec de Responsabilidade Social.

Continuar lendo
Marcado em:
ump
Classifique este blog:
809 Acessos

Setembro Amarelo

p_20170910-210847_1

Setembro é o mês escolhido não apenas para falar sobre o suicídio, mas especialmente para intensificar o debate em torno deste assunto, produzindo conhecimento e atitudes de conscientização.

Desde 2014 “Setembro tem cor”. O amarelo pode estar por toda parte: em locais públicos ou privados, nas mídias sociais, na vestimenta, enfim, o mais importante é que esteja no ato de conhecer e prevenir.

O dia 10 de setembro é escolhido pela Associação Internacional para a Prevenção do Suicídio – IASP, como o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio, que é visto hoje como um problema de saúde pública, e suas vítimas só tem aumentado.

Números oficiais mostram que: “... são 32 brasileiros mortos por dia, taxa superior às vítimas da AIDS e da maioria dos tipos de câncer. Tem sido um mal silencioso, pois as pessoas fogem do assunto, e por medo ou desconhecimento, não veem os sinais de que uma pessoa próxima está com ideias suicidas.”

O que mais impressiona é que, segundo a Organização Mundial da Saúde, 9 em cada 10 casos, poderiam ser prevenidos, se houvesse um pouco mais de conhecimento sobre o assunto. O que ajudaria no diagnóstico e encaminhamento correto.

Por isso, a Confederação Nacional de Mocidade, convoca toda Juventude Presbiteriana, a conhecer um pouco mais sobre esse doloroso problema de saúde pública, o suicídio.

 

Peça orientação ao Senhor, para desenvolver ações voltadas a essa temática, junto à sua Igreja/Mocidade. Convide seu Pastor a orientá-los também, a cerca desse assunto. Não vamos fazer com que esse problema permaneça silencioso.

Mocidade Presbiteriana, “Servos uns dos outros pelo amor”, no Setembro Amarelo e em todo tempo.

 

Poliana Rodrigues

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Secretaria de Responsabilidade Social. CNM / 2014-2018

Continuar lendo
Marcado em:
ump
Classifique este blog:
707 Acessos

Site novo na área

Captura-de-Tela-2017-09-01-as-17.20.29

É com prazer que lhes apresentamos uma nova versão de nosso Site.


Neste novo projeto atualizamos algumas informações sobre sobre Diretoria e Nossa UMP e a ideia é que continuemos a atualizar este projeto tendo aqui um pouco da Historia da UMP em seus 80 Anos.

Outras mudanças poderão ser vista com a área Regiões, que trará um pouco de informação sobre as sinodais de cada canto de nosso Brasil. Na área agenda teremos atualizadas as informações de eventos que receberemos de vocês mesmos. Claro, se recebermos com a devida antecedência.
Em eventos você poderá entender tudo sobre os próximos eventos da CNM e fazer sua inscrição.

Sem dúvida a maior mudança nessa versão é nossa área de noticias. Neste local teremos ótimos nomes trazendo sempre uma palavra abençoa para que você leia e compartilhe.

Esperamos que este seja apenas o primeiro passo para um portal que não pare de crescer para a Graça de nosso Deus.

Segue uma breve explanação sobre essas e outras funcionalidades descritas por nosso presidente:

#NossaUMP

Dirley Oliveira 

Servo- Secretaria de Comunicação da CNM

Continuar lendo
Classifique este blog:
502 Acessos
© 2017 - Confederação Nacional de Mocidade
Desenvolvido por Ridley Mota