UMPlayers

umplayers-1920
Imagine-se em um jogo de futuro distópico onde a população enfrenta um novo vírus que tem se alastrado como uma pandemia, o medo toma conta da população, os óbitos aumentam e a procura por uma vacina parece não ter fim. Infelizmente essa descrição não é de um jogo, mas se assemelha bastante com o momento vivido pelo mundo atualmente.

Ao encarar essa realidade podemos e precisamos confiar em Deus, pois Ele está no controle de todas as coisas e nos protegerá (Sl 46.1-3). Precisamos também obedecer às autoridades sanitárias para não nos colocarmos em perigo e além disso não colocarmos o próximo em risco, podendo ser um parente ou um desconhecido. Precisamos pensar nesse amor pelo próximo e não apenas em nossos planos que foram frustrados e que talvez queiramos realizar de qualquer forma. Não nos esqueçamos que há tempo para tudo e todas as coisas debaixo do céu (Ec. 3.1).

Da noite para o dia nossa rotina se resumiu basicamente às atividades em casa. O local mais seguro que temos e que precisamos adaptar para na verdade ser vários locais, como um local de lazer, de descanso, de se alimentar, mas também um escritório, uma sala de aula, uma academia e até mesmo para receber os irmãos "online" durante o Culto que é transmitido pelas Igrejas que precisaram também se readaptar à nova realidade. Além de tudo isso por que não transformar também a nossa casa em uma sala de jogos ou receber um momento ou até vários durante a semana para partidas de jogos online ou gravação de gameplays que serão assistidas por outros depois?

O Projeto "UMPlayers" nasceu como uma forma de contornar a questão da distância e solidão existentes entre jovens atualmente. Ao término de alguma reunião ou culto online, ao invés de sair para lanchar e colocar o papo em dia em algum lugar como se fazia normalmente, agora pode-se fazer tudo isso se "reunindo" para jogar de forma online. Este grupo de jovens cristãos encontrou nos jogos uma saída e se reúne semanalmente para jogar e tentar fazer do ambiente tóxico da comunidade dos games, um lugar menos hostil. O grupo é aberto para quem quiser participar, seja cristão ou não, assim como os encontros online de culto que são realizados antes. Dessa forma fazemos com que a vida com Cristo seja mostrada em um ambiente onde ela é totalmente desconsiderada.

Por sermos sal e luz do mundo (Mt. 5:13,14) podemos aproveitar este momento enfrentado por todos para utilizar dessas estratégias no lugar onde estamos inseridos, seja físico ou online, o transformando em um campo missionário, dando exemplo e mostrando a obra de Jesus na nossa vida, influenciando aqueles que estão jogando conosco ou também pelo nosso linguajar ou tipo de conversa gravada em uma gameplay. Podemos manter este contato e passar de conversas superficiais para assuntos Cristocêntricos ou abordar o assunto que já estava sendo discutido, mas se utilizando de uma cosmovisão cristã.

Além das partidas em tempo real, onde os jovens possuem uma maior interação, também existe a opção de se gravar gameplays de diversos jogos que operam em várias plataformas. Alguém pode chegar nesta gameplay procurando alguma forma de descobrir segredos dos jogos em alguma fase ou trecho dela que talvez ele não tenha conseguido, mas você sim, como também pode servir apenas como um momento de descontração em que podemos aproveitar e ver outras formas de se jogar aquele game, mas pela forma como você conduz aquela gravação acaba se diferenciando dos demais e consegue após uma maior abertura para nos comentários ou em fóruns falar mais abertamente do que lhe faz ser diferente mesmo em momentos de jogos, pois o cristão deve ser o mesmo em qualquer momento do dia e em qualquer situação.

Vários jovens da UMP estão realizando Projetos envolvendo jogos online ou gravações de gameplay e queremos que vocês conheçam, acompanhem e os apoiem até mesmo para os fazer crescer nas plataformas, pois assim esse propósito também crescerá para transformar mais ainda esse ambiente em um local menos hostil.

Emanuel, da IP de Paulo Afonso/BA, e Joângelo, da IP Central de Porto Seguro/BA, tiveram em 2015 a ideia de criar um canal para falar sobre jogos e videogames antigos e, além disso, trazer a nostalgia dos tempos de infância. Assim, nascia o Revirando o Barril. Os primeiros vídeos trouxeram vários clássicos das jogatinas dos anos 90, como por exemplo o Cadillacs & Dinosaurs que foi sucesso em muitos fliperamas. Também já passaram Sonic, Top Gear, Mario Kart, Street Fighter e muitos outros. Além de breves comentários sobre os games, o canal traz discussões interessantes atreladas aos jogos como pirataria e a chamada "guerra dos consoles". Como dito inicialmente, as principais propostas residiam nos sentimentos nostálgicos que os jogos carregam em nossas lembranças. Afinal para informações e curiosidades dos games já existem vários canais por aí, não é mesmo? Teve até discussão filosófica em um deles! Com bastante humor e uma pitada de emoção, os jovens revirantes também já fizeram "unlives", dramatizações e também trouxeram para análise jogos muito bons, mas desconhecidos do grande público (os ditos "obscuros"). Assim o RB caminha em seu ritmo, sempre produzindo material criativo e original tanto para os inscritos como pra aqueles que passam só para dar uma olhadinha. Emanuel e Joângelo. Eles são o Revirando o Barril.

César Costa, da IP Guarabira/PB e atual Presidente da CSM Paraíba, criou em 2016 no YouTube o Canal "César Sobre Tudo" (https://www.youtube.com/c/CesarSobreTudo/) com a intenção de, como o próprio nome sugere, falar de diversos assuntos. Até o momento já foi abordado assuntos como cinema, cristianismo, ciências, história, geografia, atualidade, cultura, universo geek/nerd e atualmente, com mais de 2.400 inscritos, enveredou também na divulgação de gameplays do jogo Crash Bandicoot – It's About Time, o mais novo da franquia. Originalmente ele grava em seu Canal na Twitch (https://www.twitch.tv/cesarstart) e posteriormente publica em seu Canal no YouTube. Mas qual diferencial e relevância disto? Este jogo, pode parecer bem fácil por sua aparência infantil e cores vibrantes, porém ele exige do jogador muito domínio próprio, longanimidade, mansidão e outros dons, em virtude da dificuldade que ele possui e dos vários desafios em diversas fases do jogo, que você pode chegar a zerar não em 100%, mas em 106% liberando o final secreto somente para os mais engajados que conseguirem coletar todos os itens. Ao assistir gameplays deste jogo gravada por outros YouTubers, na grande parte das vezes você encontrará muito estresse e até mesmo linguajar inapropriado tornando como falado antes, um ambiente tóxico passa se jogar. Através da estratégia realizada pelo César, alguns inscritos tem notado esta diferença e até mesmo se impressionado nos comentários ao que ele aproveita para em momento oportuno criar uma ponte de aproximação para se falar do Evangelho de Cristo, quebrando este paradigma de que os jogos não são "lugar" para cristãos.

O Diác. Douglas Alves, da 1ºIPB Barra Mansa, (https://www.twitch.tv/dougscvr), desde o início da quarentena tem realizado em seu canal de streaming de segunda a sexta LIVES de 21:00 às 00:00. Ao participar e divulgar essas "LIVES" podemos também ajudar o próximo, pois um dos trabalhos realizados através delas é a doação de 1kg de alimento a cada pessoa que se inscreve no seu canal.

O Diác. Willian Santos, membro da IP Ebenézer de Ribeirão Preto e colaborador na Sec. de Comunicação da CNM na área de redação, mantém um canal diário de LIVES através de sua stream https://www.twitch.tv/jacodocs.

Jovens e adolescentes buscam nesse meio de comunicação não apenas um lugar para jogar e se divertir, mas muitos, mesmo que subconscientemente, esperam encontrar ali uma pessoa em quem se espelhar ou de quem receber ajuda. E ali estamos nós, reunidos como igreja, num cenário aleatório, e repleto de pessoas com incertezas diante da situação mundial, mostrando nosso testemunho e nos colocando à disposição daqueles que buscam por ajuda, mas principalmente mostrando o amor de Cristo e as certeza que só Ele pode trazer para nossa vida. 

Teoria da Inspiração - Os inimigos do fim
Por trás do Enump - Parte 4

Posts Relacionados