By accepting you will be accessing a service provided by a third-party external to https://ump.org.br/

O jovem cristão e os games

twitch-logo-1536x831

Diante do atual cenário mundial, de que maneira pode o jovem cristão (ou não) fortalecer laços e manter a comunhão?
Quando nos deparamos com as circunstâncias fica difícil encontrar uma saída, mas a criatividade e o desejo de estar junto (mesmo a distância) conseguem encontrar uma alternativa.
Devido aos limites impostos pela pandemia, os quais não imaginávamos um dia viver, o tempo investido acessando a internet aumentou consideravelmente. E isso não se limita apenas às escolas, universidades e trabalho, a igreja também foi fortemente impactada nesse sentido. EBDs, cultos, reuniões de oração, reunião das sociedades internas, que antes aconteciam num ambiente cheio de pessoas, agora se limita a uma tela, dentro da própria casa.
Para "driblar" a distância, a monotonia e solidão existente, jovens de todo mundo tem encontrado nos jogos multiplayers uma alternativa para manter contato e se divertir com os amigos, uma vez que os "rolês" pós reuniões não são mais uma opção.
E assim "nasceu" a UMPlayers. Um grupo de jovens cristãos que encontraram nos jogos uma saída e se reúnem semanalmente para jogar e tentar fazer do ambiente tóxico da comunidade dos games, um lugar menos hostil. Assim como acontecem nas reuniões oficiais, o grupo é aberto para quem quiser participar, seja cristão ou não, fazendo com que a vida com Cristo seja mostrada num ambiente onde ela é totalmente desconsiderada.
A bíblia fala que somos o sal da terra e a luz do mundo, e é nesse ambiente, com amigos não cristãos e pessoas desconhecidas, que temos a oportunidade de mostrar a Luz de Cristo em nós, para que vejam as obras feitas e glorifiquem ao Pai.
O lugar onde estamos inseridos, seja físico ou online, é campo missionário, é lugar de darmos exemplo, de mostrarmos a obra de Jesus na nossa vida, é lugar de influenciarmos.
Durante uma partida há interação entre os jogadores, há bastante conversa nos momentos mais calmos do jogo, geralmente brincadeiras ou o compartilhar de algo. Assim como na vida fora da internet, a manutenção e fortalecimento das amizades tendem a levar a conversas mais significativas. Com um testemunho adequado e não tóxico é possível cativar pessoas a manterem contato e continuar a jogar conosco. Mantendo esse contato e passando a fase de conversas superficiais, já pudemos entrar em assuntos de religião, mesmo dentro do jogo e convidar pessoas para participarem dos encontros da igreja local.
Além de jogar e dar testemunho através das nossas atitudes, também temos participantes que fazem a transmissão dos jogos ao vivo. Desde o início da quarentena temos participado junto com o canal de streaming do nosso amigo Diác. Douglas Alves, da 1ºIPB Barra Mansa, https://www.twitch.tv/dougscvr , que de segunda a sexta abre suas lives de 21:00 às 00:00. Ao participar e divulgar suas "lives" podemos também ajudar o próximo, pois um dos trabalhos realizados através delas é a doação de 1kg de alimento a cada pessoa que se inscreve no seu canal. Também citamos o canal do jovem, Willian Santos, colaborador na Sec. De Comunicação da CNM na área de redação. Willian é membro da IP Ebenézer de Ribeirão Preto e mantém um canal diário de lives através de sua stream https://www.twitch.tv/jacodocs

Jovens e adolescentes buscam nesse meio de comunicação não apenas um lugar para jogar e se divertir, mas muitos, mesmo que subconscientemente, esperam encontrar ali uma pessoa em quem se espelhar ou de quem receber ajuda. E ali estamos nós, reunidos como igreja, num cenário aleatório, e repleto de pessoas com incertezas diante da situação mundial, mostrando nosso testemunho e nos colocando à disposição daqueles que buscam por ajuda, mas principalmente mostrando o amor de Cristo e as certeza que só Ele pode trazer para nossa vida. 

Por: Aline Assunção - Igreja Presbiteriana da Trindade - Florianópolis/SC

Setembro Amarelo
Com quem você vai se casar? Pv. 1.8

Posts Relacionados